Trabalho de CTS recebe prêmio em congresso na UFRN

Todos os anos projetos de diferentes áreas do conhecimento são apresentados no Congresso de Iniciação Científica e Tecnológica (eCICT). Este ano com o tema “A matemática está em tudo”, o evento promovido pela Pró-Reitoria de Pesquisa da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) premiou dois trabalhos da Escola de Ciências e Tecnologia (ECT) de campos do saber diferentes: um de Física e outro de Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS).

A pesquisa, parceria da estudante de graduação de Química do Petróleo, Renata Castro e da professora da ECT, Angela Miranda; com título “Poiéses e Poética: Aproximações entre filosofia da técnica de Martin Heidegger e a poesia do inútil de Manoel de Barros” conseguiu alcançar o segundo lugar na categoria de Ciências, Humanas e Sociais, Letras e Artes; pela discussão e reflexão apresentada sobre a tecnologia.

Originalmente apresentada no painel de Ciências Exatas e da Terra – sendo remanejada para outra categoria na premiação – a pesquisa busca dialogar com a questão da filosofia de Heidegger, analisando a questão do pensamento (o calculador e o meditativo), com a poesia das coisas ínfimas de Manoel de Barros; explicitando o papel que a tecnologia ocupa na sociedade atual desde categorias do útil e do inútil, mostrando que não é apenas uma ferramenta para uso utilitário, que pode ir além de uma coisa instrumental. Propondo assim um caminho para o modo de pensar pautado na reflexão e no agir poético.

IMG-20171219-WA0005

Renata Castro conta que já haviam  estudado Heidegger numa pesquisa anterior, orientada pela professora Angela, explorando o pensamento calculador, em que o autor diz que na modernidade pensamos de forma utilitária e não refletimos sobre nossas ações e que isso implica no modo como entendemos a tecnologia. “Partimos do pressuposto que a tecnologia tem relação com a sociedade, cultura, economia, ética, valores e não pode ser vista de forma neutra”.

O trabalho foi construído dentro do grupo de estudo Phrònesis, coordenado pela profª Angela Miranda, que tem a proposta interdisciplinar, dialogando tanto com questões de tecnologia, ciência e sociedade, quanto questões ambientais, éticas e filosóficas. O grupo que surgiu em 2013 acolhe discentes de graduação e mestrado.

Apesar do trabalho ter sido bem recebido e elogiado pelos avaliadores pelo seu caráter crítico, Renata Castro diz que não tinha muitas expectativas, mas que se surpreendeu com o resultado: “Foi enriquecedor, tanto apresentar para mostrar o trabalho que desenvolvemos, mas também para mostrar que é possível esse diálogo entre as áreas do conhecimento” disse Renata, “O que me deixou feliz foi trazer essa discussão reflexiva, que envolve questões filosóficas, éticas e da sociedade em si”.

Foto ecict

Os resultados dessa pesquisa foram apresentados no 7º Simpósio Nacional de Ciência, Tecnologia e Sociedade, ocorrido em Brasília, o trabalho enviado teve co-autoria da profª Angela Miranda. Outra conquista que está em fase final é um artigo que pretendem publicar em uma revista científica em breve.

O trabalho completo pode ser lido na íntegra através do endereço eletrônico:

http://www.cic.propesq.ufrn.br/trabalhos.php##resultado

 

Deixe uma resposta