Formação generalista em Neurociências

A Escola de Ciências e Tecnologia oferece algumas opções para a formação generalista. Diferente de quem pretende seguir para as engenharias tradicionais, a formação generalista prepara o discente para atuar em mercados variados e por isso segue uma estrutura diferenciada, inclusiva e ampla.

A formação generalista se divide em três eixos: Engenharia de negócios, Computação Aplicada e Neurociências. Abaixo, nesta seção, falaremos de Neurociências.

Clique aqui para ir para os outros dois eixos: Engenharia de Negócios e Computação Aplicada.

Gehirn - Schwingungen 1

O que é Neurociências?

É a área destinada a estudar o sistema nervoso, desde de seu funcionamento, estrutura e desenvolvimento à alterações desses meios. Quase sempre os profissionais desse ramo focam o seu objeto de estudo em áreas como o cérebro, medula espinhal e os nervos periféricos.

Quais as habilidade e competências adquiridas para quem faz essa ênfase?

  • Entender as teorias sobre o funcionamento do sistema nervoso, sendo capazes de  identificar, formular e resolver problemas pertinentes em neurociência;
  • Pesquisar soluções e criar novos processos e tecnologias para as necessidades específicas, notadamente aquelas ligadas às áreas de neuroengenharia e interface cérebro-máquina;
  • Questionar a realidade, formulando problemas e tratando de resolvê-los, utilizando, para isso, o pensamento lógico, a criatividade, a intuição, a capacidade de análise crítica, bem como selecionando procedimentos e verificando sua adequação;
  • Desenvolver e gerenciar sistemas de software com aplicação em neurociência;

Que tipo de formação acadêmica deve possuir o generalista em Neurociências?

Que o habilita à desenvolver estratégias capazes de resolver problemas específicos em neurociência, tanto conceitualmente como tecnologicamente.

Quem deve fazer essa ênfase?

O discente que almeja se tornar um neurotecnólogo com foco em uma abordagem multi e transdisciplinar, capaz de integrar aspectos científicos, tecnológicos e inovadores na pesquisa em neurociência.

Ao longo de sua formação o egresso irá acumular conhecimentos gerais em neurobiologia, biofísica, fisiologia de sistemas, psicofarmacologia, neuroengenharia, cognição e computação, sendo consequentemente capaz de controlar, analisar e desenvolver instrumentos, metodologias e ferramentas utilizadas na pesquisa biomédica, em especial na neurociência.

Como está organizada a Estrutura Curricular dessa Ênfase?

A estrutura curricular do Eixo de Neurociência é extremamente flexível e compete ao aluno, com o auxílio de um professor tutor, a construção de seu currículo conforme suas expectativas, interesses e habilidades.

Os componentes curriculares estão separados em dois tipos: os obrigatórios (90h) e os optativos (1335h), totalizando 1425h.

Para mais informações acesse a grade curricular no site do Instituto de Cérebro clicando aqui

One thought on “Formação generalista em Neurociências

Deixe uma resposta